Caríssimos,

   Acabo de ver no blog Território Gonçalense, do meu amigo Vagner Rosa, o milagre da indução ao erro. '-Oras, Rafael, que diabo é este milagre?'. E realmente só sendo um jumento para aceitar isto que vos falo de bico calado.

   Mas vou detalhar para vocês o que está ocorrendo. O ex-vereador Edilson Gomes anunciou em seu jornal Boca Livre (edição nº 95 – 1ª quinzena de março/2011) que um grupo com cerca de 40 pastores, junto com a prefeita Aparecida Panisset e do deputado estadual Márcio Panisset, indicaram secretamente uma mulher, evangélica protestante, e de extrema confiaça da prefeita e de seu irmão deputado, para suceder a Vermelhinha nas eleições de 2012.

   Na coluna Boca Suja, o ex vereador afirmou que esta candidata secreta é membro efeitivo do PDT de São Gonçalo e do governo Panisset. Logo me vêm a cabeça a Secretária de Educação Keilla Nícia e a Secretária de Cerimônial Lucia Rodigues.

   Vamos às notas, digo, às comparações:

   Lucia Rodrigues: Ganhou alguma visibilidade dentro dos eventos promovidos pela prefeitura, já foi do PSDB, PSDC (onde presidiu em SG) e atualmente encontra-se no PDT ao lado da prefeita. Já concorreu a vereadora mas nunca passou dos 600 votos, mas é um nome novo e pouco batido em São Gonçalo.

   Keilla Nícia: Como Secretária de Educação do município, esteve ao lado da prefeita e do governador nas reformas das escolas, mas pelos resultados do IDEB realizado nas escolas gonçalenses, não vêm animando, pois nenhuma escola pública atingiu a meta de 6,0 pontos, entretanto, algumas escolas superaram a média do próprio município. Embora com resultados na educação dos jovens não esteja agradando, as reformas deram à secretária visibilidade e algum prestígio.

   Analisando os fatos, pastores e cúpula governista estão preparando mais uma bomba para estas eleições e, para a nossa tristeza, é uma bomba contra o povo. São Gonçalo precisa de continuação de projetos importantes, mas nunca irá precisar continuar com o grupinho que já existe e é alvo de escândalos e denuncias de corrupção feitas por vários veículos de comunicação ao grupo da prefeita Vermelhinha.

   Não sou contra a religião ajudar a política com assistência à comunidade, mas devemos ter cabeça para discernir o limite entre apoio ao cidadão e politicagem através da fé.

12 comentários:

  1. Rafael isto é uma vergonha! Essas coisas só acontecem aqui nesta cidade abandonada por Deus. Ainda bem que ainda temos pessoas e canais pensantes que nos informam sobre essas coisas absurdas da política gonçalense. Tomara que apareçam mais blogs informativos como este e do Vagner Rosa, que fogem do trivial.
    Gosto muito de ler suas reflexões. Graças a Deus que nem tudo está perdido nesta cidade.
    Abraços da comunidade de Tribobó.

    ResponderExcluir
  2. Se não fosse meu amigo, te processava...

    ResponderExcluir
  3. Olá representante de Tribobó, obrigado pelo comentário! Nada está perdido, só está esquecido, então vamos lutar para conseguir trazer a tona tudo que está em volta de nós.

    Um forte abraço a todos de Tribobó!

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkk Camila, o meu papel neste blog é informar os cidadãos gonçalenses, acho muito bom que ocorra estes debates dentro da nossa cidade. Não posso defender ninguém aqui. Nada pessoal, somente profissional! Um beijão minha querida. E não se esqueça que calar a imprensa que é crime!kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Pura discriminação: contra a mulher e contra os
    Evangélicos.

    Nunca na história da nossa cidade uma Mulher que professa sua Fé e que respeita tanto católicos, cristãos ou evangélicos, fez tanto! Por que não continuar este trabalho com a escolha dessas duas mulheres que independentes de serem evangélicas, são competentes?Só cego que não ver o trabalho realizado por elas

    Lucia Rodrigues- ex-chefe de cerimonial,hoje subsecretaria de desenvolvimento social e coordenadora do programa Bolsa Familia e que está mudando a cara do Bolsa Familia.

    Keila Nicia- Secretaria de educação e que trabalha muito para uma Edução de qualidade.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, Anônimo!

    O problema não está nem na religião nem no gênero (homem ou mulher), e sim na forma em que os nomes podem estar sendo oferecidos à população.
    Tenho a visão de que homens, mulheres, homossexuais, transexuais, bissexuais, heterossexuais, e o que mais existir, são todos humanos, e a partir do momento que se luta por um só gênero, que é demonstrado o preconceito que há.
    Também tenho a visão de que podemos ser cristãos (católicos, protestantes, ortodóxos, etc), judeus, mulçumanos, kardecistas, umbandistas, candomblecistas, agnóstico ou ateu, não importa!
    SOMOS TODOS HUMANOS!
    Praticar a discórdia entre classes, religiões, gêneros, etnia, seja o que for, isso sim é preconceito!
    Em meu artigo não incitei nenhuma discórdia à religião e nem às mulheres, e sim a forma na qual são escolhidos candidatos. Infelizmente hoje a igreja manda mais na cidade do que o próprio povo que escolhe seus representantes, e são os legítimos detentores do poder, e isso pode ser uma bomba!
    Sobre o governo Panisset, eu falo bem quando devo falar, mas não vou esconder as falhas, e os constantes escândalos anunciados pela imprensa. Leia a minha matéria "O que eles têm em comum?"( http://pontosg.blogspot.com/2011/01/o-que-eles-tem-comum.html ) e vai entender o que estou falando!
    Muito obrigado pelo comentário e volte sempre é um prazer, conversar com meus leitores!
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  7. Nom me senti ofendida c nd q o rafael disse! Sou evangélica e mulher, mas é verdade q hj os políticos estão mais na igreja pelos votos do que pela fé!

    Rafael n liga para o que disem nom, é tudo puxa-saco da prefeita. seu blog é mto bom, ate eu q n gosto de politica estou passando a gostar

    ResponderExcluir
  8. Mto bom o artigo Rafael , continue com esse excelente trabalho!!!SG precisa de pessoas assim como vc q estao interessadas no futuro da cidade e querem o melhor para ela!
    Eu concordo com sua opinião,politica e religião não devem se misturar.A prefeita tem feito um trabalho regular e cheio de escândalos que justamente misturam a religiao com politica!E ela tem apelado mto para os evagelicos.Por que ela nao poderia escolher uma pessoa de confiança de outra religião???Será msmo que ela realmente respeita as outras religiões como foi dito em um comentario anterior?
    Rafael. continue com o trabalho e nao ligue para as criticas nao construtivas!

    ResponderExcluir
  9. Fé e politica não devem se misturar mas sim se complementar, utilizar-se dos principios de fé para o bem social é algo mto diferente de utilizar-se da fé para obter beneficios politicos e buscar guiar pessoas por seus interesses pessoais e particulares religiosos.

    ResponderExcluir
  10. olha vou te falar..
    vc usou as palavras de forma a fazer parecer que de fato tem um certo preconceito.
    mas o que esta acontecendo é de fato errado e toda opnião é válida.
    acredito que pastores não deveriam influenciar de nenhuma forma esse tipo de decisão na politica
    mas, acho que vc falou de forma um pouco agressiva.
    entende ?

    ResponderExcluir
  11. Obrigado a todos pelos comentários!
    Realmente, toda opinião, inclusive a crítica, é válida! Mas o que a maioria de nós concordamos é que esse poderio está errado!
    E o povo deve estar ciente disso ao invez de calado!

    ResponderExcluir
  12. Pedro Vinícius Azevedo Borges26 de março de 2011 17:16

    Política e Religião é como a aguá e o óleo,não se misturam!
    Sou totalmente contra a partidos q se denominam cristões!O Brasil é bonito por sua diversidade cultural e religiosa!É inaceitável ver grupos de uma certa religião fazendo bloquinhos para favorecer aquilo q eles acham certo!
    Deveria na minha opinião haver representante de todos os grupos religios e até de grupos homosexuais,de negros e de jovens na prefeitura,pq ia haver um toatal embate pra chagar a um produto final para favorecer a todos e não a só um grupo,pq isso não é democracia!
    Eu espero de coração ver um dia um negro,espírita e homosexual como prefeito de SG,ai eu vou poder falar q esse lugar mudou e as pessoas mudaram!Pq aqui em SG,Igreja é mais importante q bons projetos!Por isso temos de derrubar esse grupinho q vem assolando SG!

    ResponderExcluir